rótulo de um produto cosmético
rótulo de um produto cosmético

Já reparou que no rótulo de um produto cosmético possuem diversas informações? Afinal, quem decidi o que será impresso nas embalagens? Os dados são impressos ao acaso ou de acordo com uma norma?

Em primeiro lugar, vale dizer que os dados do rótulo de um produto cosmético seguem as normas da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). O órgão regula o que os clientes precisam saber sobre o produto adquirido.

O objetivo dessa ação é manter as pessoas seguras, afinal os dados no rótulo ajudam a saber o que de fato há no produto. Assim, caso haja um material que possa gerar reações adversas, a pessoa já fica ciente e pode evitar aquele tipo de produto.

Aliás, não é apenas informações sobre os ingredientes do produto, há também dados acerca da fabricação, lote, o modo de uso, enfim, vários avisos, os quais vamos falar mais ao longo do texto sobre adesivos para cosméticos.

Informações primária no rótulo de um produto cosmético

Antes de mais nada é preciso dizer o que é uma embalagem primária. Em resumo, é a parte do produto que fica em contato direto com o conteúdo da marca. Só para ilustrar, pense no pote do creme de pentear, o papel do sabonete, o vidro do perfume.

Artigo relacionado: Quais são os óleos essenciais anti-inflamatórios?

Assim sendo, a marca irá imprimir nessas embalagens os dados que o cliente precisa saber sobre o produto. Então, o rótulo de um produto cosmético será uma espécie de guia para facilitar uma compra. A Anvisa impõe os seguintes dados na embalagem primária, confira:

  • Nome dado ao produto e sua classe, caso não esteja claro
  • Logo da marca
  • Lote
  • Prazo de validade
  • Modo de uso
  • Restrições e avisos
  • Composição

Então, para que o rótulo primário esteja de acordo com a lei, é preciso ter todos os dados ditos nos tópicos acima. Afinal, o que vale é a segurança do cliente.

Informações na embalagem secundária

A embalagem secundária é a caixa que protege os itens com o conteúdo principal da marca. De modo geral, é o pacote que embrulha o produto original durante o transporte.

Nessa caixa também há certos avisos que precisam estar presentes. Veja abaixo o que é obrigação da empresa colocar no pacote como aviso ao cliente:

  • Nome desse produto
  • Tipo do produto
  • Nome da marca
  • Número de registro
  • Vencimento
  • País de origem
  • Descrição do conteúdo
  • Dados da empresa
  • Composição
  • Modo de uso

Como é possível notar, há uma lista de informações na embalagem secundária é bem maior. No entanto, é preciso que a empresa responsável pela produção coloque todos os itens, para não ter nenhum problema depois.

Especificidades de cada produto

Ainda que haja as informações gerais, existem dados específicos no rótulo de um produto cosmético de cada tipo de produto. Ou seja, a fabricante deve criar uma embalagem com um rótulo com dizeres que esteja de acordo com a classe do produto.

No caso de aerossóis, por exemplo, tem que ter no rótulo que o produto é inflamável, não pode entrar em contato com os olhos e deve sempre manter longe de crianças pequenas.

O mesmo acontece com as tintas para cabelo, que além de ficar longe do alcance das crianças, é preciso atenção quanto ao modo de uso, pois não pode entrar em contato com o couro cabeludo, principalmente se estiver com lesão ou alguma irritação.

Outros produtos com rótulo de um produto cosmético, que possuem avisos especiais são os potes para clarear pelos, que podem provocar alergias; cremes para depilar o corpo, os quais não são feitos para se barbear; enxaguantes bucais, que somente permite o uso a partir dos 6 anos de idade.

Espero que esse artigo tenha dado uma luz do que é necessário ter em um rótulo de um produto cosmético. Mas claro que é essencial entrar em contato com a Anvisa, caso surjam dúvidas.