Como funciona a hospedagem de sites?
Como funciona a hospedagem de sites?

Um site é adequado para divulgar suas próprias ideias ou chamar a atenção para serviços e produtos. Mas é claro que isso só funciona se os interessados ​​também puderem acessar o site. A hospedagem na Web garante que os visitantes tenham acesso à sua presença online em todos os momentos pela Internet.

 

O que é hospedagem na web?

Simplificando, a hospedagem na web funciona fornecendo uma conexão entre o nome de domínio do cliente e o servidor do provedor de hospedagem. Após o registro do nome de domínio e a configuração dos dados na conta de hospedagem, ambos devem estar conectados para tornar o site acessível aos visitantes. 

 

As informações sobre o endereço IP sob o qual um domínio específico pode ser encontrado são armazenadas no servidor de nomes do provedor de hospedagem na web. 

 

Se o nome de domínio for acessado através do navegador de um usuário, o usuário envia uma solicitação pela Internet e recebe de volta o endereço IP correspondente sob o qual o site pode ser encontrado. 

 

A maioria dos hosters usa vários servidores de nomes diferentes. Isso garante que mesmo no caso de uma possível falha de hardware, a resolução correta dos nomes de domínio continuará funcionando. Portanto, pelo menos dois servidores de nomes diferentes devem ser usados ​​para cada domínio. 

 

Depois que o domínio foi configurado nos servidores de nomes do hoster e estes foram depositados no registro do domínio, o redirecionamento geralmente funciona dentro de 24 horas e os visitantes são direcionados para a hospedagem correta quando acessam o nome de domínio.

 

Como é configurada a hospedagem na web?

Para configurar com sucesso sites em hospedagem de sites e disponibilizá-los na Internet, as seguintes etapas devem ser observadas:

 

1. Escolha um pacote de hospedagem na web

Os provedores de hospedagem na web oferecem aos seus clientes uma ampla gama de diferentes tarifas de hospedagem na web. Dependendo do desempenho necessário e da gama de funções, a oferta varia de pacotes de espaço web baratos para iniciantes a sistemas de servidor poderosos para usuários profissionais.

 

2. Registro de nome de domínio

O nome de domínio desejado pode ser solicitado do mesmo provedor que também oferece o espaço web ou de outro provedor. A maioria das tarifas de hospedagem na web já inclui um certo número de nomes de domínio, portanto, geralmente não há custos adicionais.

 

3. Vinculando o domínio à hospedagem na web

Como já explicado na seção acima, o nome de domínio escolhido deve estar vinculado à hospedagem via DNS. Se o domínio e a hospedagem na web forem fornecidos pelo mesmo provedor, a configuração é automática. 

 

Como cliente, você não precisa tomar nenhuma providência neste caso. Caso contrário, as entradas de DNS devem ser feitas usando o software de administração do provedor.

 

4. Criação do site

O passo final é criar seu próprio site. Para fazer isso, os arquivos que já foram preparados podem ser enviados para a hospedagem na web ou um sistema de gerenciamento de conteúdo como o WordPress pode ser instalado. Isso é usado para preencher seu próprio site com conteúdo como texto, imagens ou vídeos.

 

Como escolher a hospedagem certa?

Decidir sobre a hospedagem certa é uma questão difícil que pode ser influenciada por muitos fatores. Existe agora uma gama confusa de diferentes provedores de hospedagem na web e tarifas de hospedagem na web no mercado. 

 

Ao fazer uma seleção, não são apenas os aspectos puramente técnicos que contam, mas também critérios como atendimento ao cliente, custos, confiabilidade e detalhes contratuais.

 

Quais serviços fazem parte da hospedagem na web?

Para operar um site, a hospedagem na web requer serviços diferentes que criam e entregam conteúdo juntos. Ambientes mínimos incluem:

  • Um servidor web: trata da comunicação entre o servidor e o visitante, recebe os dados e retorna os resultados ao navegador.
  • Um espaço web: O conteúdo necessário é armazenado no espaço web, desde um simples documento de texto até sistemas complexos de gerenciamento de conteúdo (CMS) em uma linguagem de programação como PHP.

 

Pelo menos desde a virada do milênio, sites dinâmicos em vez de estáticos se estabeleceram como padrão. A diferença é que com o primeiro, após cada solicitação, o conteúdo é criado individualmente a partir de diferentes fontes, como um script e um banco de dados.

 

 A definição de um site estático, por outro lado, prescreve um código fixo no formato Hypertext Markup Language (HTML), que é lido diretamente do espaço web e gerado pelo navegador. 

 

Este procedimento é pouco flexível, dificulta a atualização e é considerado obsoleto. Ao comparar a hospedagem na web, os serviços oferecidos devem sempre ser considerados, incluindo por exemplo:

 

  • Bancos de dados: Com hospedagem moderna, um banco de dados armazena conteúdo temporário, como texto, links, nomes de usuário ou caminhos de arquivo. A maioria dos CMS usa um servidor MySQL ou MariaDB e um ou mais bancos de dados.
  • Linguagens de script: O conteúdo é gerado por pequenos programas em linguagens como PHP, Perl ou Python. Durante a hospedagem, estes assumem a comunicação com o banco de dados e geram um site variável em HTML de acordo com as especificações.
  • Espaço web estendido: a hospedagem na web geralmente inclui apenas um espaço web comparativamente pequeno que é adequado para conteúdo como imagens e um número limitado de downloads. Para projetos mais complexos com vários downloads grandes, é aconselhável integrar um espaço web separado.
  • Servidor de correio: Para servir o servidor de correio é parte exclusiva da hospedagem na web, todo o domínio da Internet é projetado e configurado automaticamente para receber mensagens. Alguns provedores de hospedagem limitam o número de alojamentos disponíveis.
  • Transferência de arquivos: Com hospedagem na web, o protocolo FTP eficiente geralmente é usado para transferência de arquivos. Alternativas, outros padrões como Samba ou uma interface web podem ser usados.
  • Acesso ao shell: O acesso ao shell (SSH) permite que você execute seus próprios programas como ou scripts por meio da linha de comando baseado em texto. É tão útil se for criado manualmente, quantas vezes forem projetadas contas, como Perl e Python foram usados ​​ou programas executados.

 

Nem todos os serviços são diretamente para hospedar um site, mas podem simplificar a configuração ou expandir as aplicações possíveis. são usados ​​​ ​ ​ ​ativamente dependem principalmente do projeto.

A hospedagem gratuita na web versus uma paga geralmente limita os serviços ou omite extra como o acesso shell. Já na hospedagem paga, eles costumam estar inclusos no pacote, mas também podem ser limitados a um determinado número de bancos de dados ou caixas de correio.