WhatsApp Image 2018-10-24 at 11.07.24

Resenha: Southernmost: Rumo ao Sul, Silas House

 

As águas do rio Cumberland levaram durante as últimas enchentes, milhares de casas, de sonhos, esperanças e vidas. O que Asher não esperava é que mesmo não alcançando sua casa ou sua família, o rio levaria toda a sua vida.

Após alguns dias de uma tempestade que parecia interminável e que fizeram as águas submergir o vale, Asher e Justin acreditam ter ouvido Roscoe, o querido cão da família que havia sumido, latindo próximo a eles. Antes mesmo que Asher pudesse agir, seu filho desaparece de sua frente á procura do animal. Ao sair em busca do garoto, o homem junto com sua esposa, encontra o filho a salvo com um casal homossexual.

Devido a chuva que não cessa e a recente perda de lar do casal, Asher oferece abrigo aos homens em sua casa. Contudo, Lydia, sua esposa que é uma religiosa intolerante, o obriga a expulsar o casal de sua residência. Toda essa situação, desperta Asher para algo que há muitos anos o incomoda e sufoca, o que o leva a tomar a decisão que muda completamente sua vida.

Asher parte então em uma jornada que o leva a atravessar o país, deixando para trás o Tennesse, que sempre foi seu lar, e se arriscando no desconhecido. Ao que a princípio mostra-se apenas uma estratégia para fugir de seu sofrimento, desdobra-se numa busca pelo autoconhecimento e por um perdão, que sempre lhe assombrou.

Southernmost é um livro incrível e totalmente envolvente, que toca de maneira bem delicada, uma situação muito complicada, que é a intolerância religiosa. O autor trabalha focado nessa temática, porém, ele nos mostra que qualquer tipo de preconceito, independente de qual seja ele, é puramente um medo daquilo que é diferente de nós. Devemos estar abertos a conhecer o outro e aceitá-lo.

¨- Mas não precisa ser assim. E esse medo que você sente. Esse ódio. Você tem medo de qualquer pessoa que seja diferente. De qualquer coisa que não seja do seu jeito.¨

A maneira como o autor trabalhou essa questão, de aprender com o diferente, foi fantástica. Era muito interessante ler o que os personagens pensavam, principalmente de Key West, que é completamente diferente do local de origem dos protagonistas. É curioso pensar, como podemos mudar completamente a nossa opinião sobre algo diferente, quando nos abrimos para conhecer aquilo.

É muito lindo e gratificante, ver a relação que Asher tem com Justin e o amor incondicional que ele sente pelo filho. E acompanhar também o amadurecimento dos personagens, cada qual buscando superar suas limitações, seus problemas. A narrativa do autor envolve o leitor totalmente.

Além disso, confesso que me identifiquei demais com a personalidade do Justin, um garoto a frente do seu tempo e com uma sensibilidade encantadora. Eu compreendi o que Justin sentia, quando mais ninguém o compreendia.  E mesmo sendo apenas uma criança, o menino tenta lidar da maneira mais madura possível, em situações em que se espera o contrário.

¨ Como é que uma estranha poderia passar mais sensação de família do que todas as pessoas que conhecera ao longo da vida? ¨

Devo confessar que esse livro entrou para os favoritos da vida, do tipo que você nunca vai se desfazer, só para ter a oportunidade de ler novamente. O que mais me cativou na escrita do autor não foi a temática em si, que considero importantíssima, mas a maneira como ele trabalha isso.

Acredito que a leitura desse livro vale muito a pena e vem muito a calhar com o momento político em que vivemos. Em meio a tanta intolerância, de diversos tipos, a leitura desse livro faz-se mais do que necessária para que possamos aprender com o outro e principalmente, a respeitar o outro e suas escolhas.

Ah, não há como deixar de mencionar a arte maravilhosa que é o livro. A obra foi desenvolvida pelo clube de leitura TAG Inéditos em parceria com a Faro editorial. A capa do livro é, para mim, uma das mais lindas que já vi e dialoga completamente com a história. Além disso, a imagem de início de cada parte é muito fofo.

Para quem não conhece o autor, Silas House é um escritor americano, muito famoso por seus romances. Infelizmente, não temos aqui no Brasil outras obras publicadas pelo autor, mas ele também escreveu Clay’s Quilt, A Parchment of Leaves, Same Sun Here, dentre outras. Bom, fica a dica desse livrão!

Resultado de imagem para Southernmost: Rumo ao SulTítulo: Southernmost: Rumo ao Sul

Autor: Silas House

Editora: Faro Editorial (Elaborado em parceria com a TAG Inéditos)

Páginas: 304

Encontre por aíLoja da TAG

comments

Uma futura bióloga, perdida em livros e apaixonada por escrever.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *