Chimamanda Ngozi Adichie

Resenha: Sejamos Todos Feministas, de Chimamanda Ngozi Adichie

Conheça “Sejamos Todos Feministas”, obra de Chimamanda Ngozi Adichie!
 É muito provável que você já tenha ouvido a palavra feminismo em algum lugar. E, claro, também é provável que você tenha uma ideia sobre o assunto. Quando Chimamanda Ngozi Adichie abraçou o termo após ser chamada de feminista, disseram a ela que feministas não são felizes, não se casam ou usam maquiagem. E esta ideia que ela vem quebrando ao longo dos anos.
 Em Sejamos Todos Feministas, Chimamanda discorre sobre o modo como a sociedade impõe comportamentos às meninas, ensinando-as como agir para não serem julgadas, ao invés de ensinar a sociedade a não julgá-las. Há episódios presenciados pela autora onde o machismo é forte e prevalece, proibindo mulheres de serem cumprimentadas em estabelecimentos públicos.
 Assim, Chimamanda parte de sua vivência e conversa com o leitor sobre o que é preciso fazer para que meninos e meninas possam agir livremente e deixem de ser enquadrados em estereótipos.
Perdemos muito tempo ensinando as meninas a se preocupar com o que os meninos pensam delas. Mas o oposto não acontece. Não ensinamos os meninos a se preocupar em ser “benquistos”. Se, por um lado, perdemos muito tempo dizendo às meninas que elas não podem sentir raiva ou ser agressivas ou duras, por outro, elogiamos ou perdoamos os meninos pela mesmas razões.
 Sejamos todos feministas, de apenas 24 páginas, é uma adaptação do discurso feito pela autora no TEDx Euston. Seu objetivo é informar ao leitor que o problema existe e como estamos enxergando-o de maneira errada.
 Não é difícil ouvirmos por aí que o feminismo é adotado por mulheres que não querem ter filhos ou não gostam de roupas coladas. E é por isso que as pessoas precisam conversar sobre o assunto. Mais do que uma simples palavra, trata-se de um movimento que visa livrar a sociedade e, principalmente as meninas, de estereótipos que as destroem todos os dias.

 A questão de gênero é importante em qualquer canto do mundo. É importante que comecemos a planejar e sonhar um mundo diferente. Um mundo mais justo. Um mundo de homens mais felizes e mulheres mais felizes, mais autênticos consigo mesmos. E é assim que devemos começar: precisamos criar nossas filhas de uma maneira diferente. Também precisamos criar nossos filhos de uma maneira diferente.

Adchie comenta sobre o quão comum tornou-se olharmos para a sociedade atual e a adotarmos como correta. Fica claro, na obra, que seu objetivo é dialogar com o leitor sobre como uma mudança é necessária, sobre o mal que a opressão ainda faz nas pessoas. E, mais do que isso, Chimamanda explica que o ser feminista  não significa não querer ser mulher, mas sim, lutar para que todos possam ser e agir livres, da maneira como quiserem.

Se repetimos uma coisa várias vezes, ela se torna normal. Se vemos uma coisa com frequência, ela se torna normal. Se só os meninos são escolhidos como monitores da classe, então em algum momento nós todos vamos achar, esmo que incoscientemente, que só um menino pode ser o monitor da classe. Se só os homens ocupam cargos de chefia nas empresas, começamos a achar normal que esses cargos de chefia só sejam ocupados por homens.

Sejamos Todos Feministas é, sem dúvidas, uma leitura necessária!

Título: Sejamos Todos Feministas

Autor: Chimamanda Ngozi Adichie

Editora: Companhia das Letras

Páginas: 24

Encontre por aí: Amazon | Saraiva 

comments

Amante de Sherlock Holmes e viagem no tempo, de vez em quando escreve uns textos por aí.

5 Comments

  1. Quero muito poder ler logo esse discurso. Acho que vai reforçar bastante valores que eu já tenho dentro de mim. Já vi muita gente falando de todas as pessoas do mundo deveriam ler! É tão importante ensinar de maneira certa como a sociedade funciona, e que homens e mulheres TEM de ser tratados como iguais.
    Adorei a indicação :)

  2. Todo mundo precisa ler um livro desse na vida, né? Eu já vi esse discurso da Chimamanda e fiquei muito apaixonada. Ela desmistifica vários valores que a sociedade impõe ao feminismo, quando na verdade, tudo o que queremos mesmo é ser livres ♥

  3. Olá Flávia,

    Acabei de responder uma postagem em que o pai trata os filhos com desigualdade e claro a sociedade que impõe que tal coisa é apenas para meninos e meninas não pode fazer nada. Gostei da resenha, vou procurar para comprar o livro.

    Um beijo,

    My Pure Style x My Instagram x My Facebook 

  4. Oie, tudo bem? Nossa já perdi a conta das resenhas que li sobre esse livro. Realmente é uma leitura obrigatória. Ótima indicação. Beijos, Érika =^.^=

  5. Li esse livro e o outro pequeno dela (para educar crianças feministas) finalzinho do ano passado e amei cada parte. Terminei os dois em questão de horas e marquei várias partes. Achei bem emocionante e inspirador. Parei para refletir várias coisas que ainda não tinha refletido, mesmo sempre lendo e me inteirando do assunto. Adorei a experiência e já quero ler algum romance dela :3
    beijoosss
    N E O D E S V A R I O

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *