mãe sem manual

Resenha: Mãe Sem Manual, de Rita Lisauskas

 Faça direito. Faça bem feito. Tem que sair perfeito.

 É comum as pessoas pensarem que precisam ser perfeitas naquilo que fazem. Fazer algo direitobem feito é ótimo, mas nem sempre as coisas sairão perfeitas. Há rasuras na folha, cor para fora do desenho. E com as mães não é diferente.

 Rita Lisauskas cria um anti-manual de como ser mãe. Em sua obra, ela mostra que ser mãe é maravilhoso, triste e difícil e que não existe mãe perfeita. Você vai errar, vai fazer direito e está tudo bem.

 Mãe Sem Manual é recheado de bom humor, lembrando O Papai é Pop e A Mamãe é Rock,  sem deixar a originalidade de lado.

Este é um antimanual: foi criado para mostrar que nem sempre há certo ou errado quando o assunto é maternidade. Para desconstruir (e rir) dos mitos que às vezes nos fazem sentir inseguras, culpadas ou nos fazem perder muitas noites de sono à toa. Este livro é um abraço apertado em cada mãe que às vezes erra, sempre querendo acertar, e às vezes acerta, tendo certeza de que, no fundo, está errando.

 Rita aborda temas e detalhes importantes acerca do período da gravidez, a ansiedade pela chegada da criança e as dificuldades de cuidar de um outro ser humano. Com vidas diferentes, cada pessoa tem a sua dificuldade; se vai cuidar da criança sozinha, se trabalha, se alguém vai ajudar a criar. A autora, que teve ajuda do marido e pai da criança, explora suas dificuldades mostrando os obstáculos enfrentados, como criar seu filho e não deixar o trabalho.

 E é claro que você não precisa ser mãe para ler Rita Lisauskas. A obra é feita a partir de experiências da autora com seu filho, Samuel, e aborda desde os palpites e comentários ruins que algumas pessoas insistem em fazer até a importância do ombro amigo. É para todos aqueles que desejam saber um pouco mais, até o que fazer quando alguém que você conhece terá um bebê.

 Com ótima diagramação e ilustrações maravilhosas de Thais Leão, Mãe Sem Manual é leve e profundo, desconstruindo algumas ideias prévias e provando que mães quando fazem o seu melhor, não precisam ser perfeitas.

 

Título: Mãe Sem Manual

Autor: Rita Lisauskas

Editora: Belas Letras

Páginas: 112

Onde encontrar:  Submarino | Amazon

comments

Amante de Sherlock Holmes e viagem no tempo, de vez em quando grava uns vídeos para o youtube.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *