Resenha: The Beauty of Darkness

Alerta: Esta resenha contém SPOILERS do primeiro e segundo livro ! 

Resultado de imagem para the beauty of darkness

Sinopse: A trilogia Crônicas de Amor e Ódio chega ao fim de maneira arrasadora. A história de Lia inspirou muitos leitores a embarcarem em uma jornada extraordinária repleta de ação, romance, mistérios e autoconhecimento, em um universo deslumbrante criado pela premiada escritora Mary E. Pearson, onde o poder feminino é a força motriz capaz de mudar e fazer toda a diferença no novo mundo em construção.
Lia sobreviveu a Venda, mas não foi a única. Um grande mal pretende destruir o reino de Morrighan, e somente ela pode impedi-lo. Com a guerra no horizonte, Lia não tem escolha a não ser assumir seu papel de Primeira Filha, como uma verdadeira guerreira — e líder.
Enquanto luta para chegar a Morrighan a tempo de salvar seu povo, ela precisa cuidar do seu coração e seus sentimentos conflituosos em relação a Rafe e as suspeitas contra Kaden, que a tem perseguido. Nesta conclusão de tirar o fôlego, os traidores devem ser aniquilados, sacrifícios precisam ser feitos e conflitos que pareciam insolúveis terão que ser superados enquanto o futuro de todos os reinos está por um fio e nas mãos dessa determinada e inigualável mulher.

   Começamos o livro com Lia, Rafe e os 4 soldados, fugindo de Venda. A princesa se encontra gravemente ferida, e precisa enfrentar uma enorme viagem a caminho de Dalbreck. A suposta morte do Komizar causa uma grande insegurança, e o maior desejo de Lia é avisar Morrighan da morte iminente, que chega juntamento com um grande exército.

A escuridão é tudo que temos para nos manter a salvo. 

 Rafe é totalmente arisco e tenta aprisionar a princesa dentro de uma bolha, para que ela não se machuque. Desde o inicio deixa bem claro seu descontentamento em relação a Lia querer retornar a Morrighan.

 Lia é tomada por louca e vira motivo de chacota, ninguém acredita que Venda um reino tão pobre e bárbaro seria capaz de erguer um gigantesco exército. Mas ela não se deixa abalar e sua determinação não cessa em  momento algum.

 Kaden vai de encontro a Lia para ajuda-la em sua jornada.

O romance de Lia e Rafe se torna conflitante, ele não suporta a ideia de sua amada correr riscos, e não quer admitir que ela é um soldado como qualquer outro. A princesa acaba descobrindo o verdadeiro interesse de Dalbreck na sua união com o príncipe. Mesmo possuido pelo ciumes e medo, Rafe libera a princisa para que ela cumpra seu destino. Lia enfrenta vários problemas em Morrighan, uma vez que esta sendo caçada. Depois de um longo tempo afastado Rafe também terá que combater graves impasses que surgiram em seu próprio reino.

Todas as perguntas que surgiram no livro anterior serão respondidas nesse, embora eu tenha sentido falta de aprofundamento em algumas questões, como por exemplo o dom do Kaden.

 Falando em Kaden… Eu acredito que a autora construiu um excelente personagem ao longo dos dois primeiros livros, porém nesse terceiro deixou a desejar, kaden passou de famigerado assassino, para um soldado qualquer. O poder, a força, e a determinação desse personagem poderiam ter sido explorados de forma melhor. Nós vamos receber informações sobre o relacionamento do assassino com seu pai, mas ainda assim sinto que o personagem tinha potencial para fazer algo maior.

 Fiquei extremamente feliz com a força da personagem Pauline, que me impressionou bastante ao longo do livro. A forma como lidou com sua gravidez , e o apoio que as outras personagens femininas lhe deram foi simplesmente M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O.

A escrita da autora como sempre foi impecável, mesmo a obra sendo relativamente grande em momento algum se torna maçante de ler. Tiveram alguns erros de concordância, e algumas palavras foram escritas de forma errada, pequenos erros que passaram despercebidos pela Dark Side. Em relação a estética do livro, como sempre esta tudo PERFEITO, as folhas amareladas, letra em um bom tamanho, contribuíram para uma leitura ainda mais agradável.

As cenas de ação foram todas muito bem descritas, impostores no gabinete de Morrighan serão expostos e várias revelações serão feitas. O Girl Power desse livro não tem limites ! Vamos ter mulheres determinadas e poderosas empunhando espadas, e lutando pelo que acreditam.

O desfecho desse livro não foi nada impactante. Na verdade aconteceu oque todos esperávamos, e simplesmente amei, tenho um carinho especial por essa série, gostei do desfecho entre os três reinos,não podia ter havido um final melhor. Contudo, não consigo acreditar que acabou. O livro termina de uma forma que nós faz passar horas imaginando oque aconteceu depois, eu PRECISO de um epílogo. O sentimento de que algo está inacabado não sai do meu coraçãozinho, não consigo  processar que é o fim, estou na expectativa esperando uma continuação que provavelmente não vai chegar, para poder processar que realmente acabou.

Você deu ouvidos a verdade que estava falando dentro de você. Pode não parecer que é assim agora, mas você é mais forte hoje do que era ontem. Amanha, será mais forte ainda.

Lia é uma das minhas personagens femininas prediletas, aprendi muito com ela durante esses anos.

Jezelia fez história, e calou aqueles que desacreditavam de seu potencial. Hoje tem sua própria canção…

Resultado de imagem para the beauty of darkness

Título: The Beauty of Darkness (crônicas de amor e ódio)

Autor: Mary E. Pearson

Número de páginas: 576

Editora: Darkside Books

Ano de publicação: 2017

”A leitura de um bom livro é um diálogo interessante: O livro fala e a alma responde”

comments

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *