cynthia-hand

Resenha | O Último Adeus, de Cynthia Hand

o-ultimo-adeus-darkside

“Todos temos nossas fraquezas.” – | O Último Adeus

Alexis Riggs não consegue se lembrar de como é sentir-se feliz. Ninguém pode culpá-la. Poucas semanas antes de O Último Adeus começar, seu irmão mais novo cometeu suicídio. Agora, de frente para Dave, seu terapeuta, a missão de Lex é escrever um diário onde possa colocar para fora todos os seus sentimentos.

 Pode-se dizer que tudo começou quando os pais de Lex e Tyler se divorciaram.  Não que isso tenha desmoronado completamente a família, mas a vida dos Riggs não foi mais a mesma. A mãe não passava mais tanto tempo em casa e o pai raramente aparecia.

Lex parecia levar tudo numa boa, estudando para entrar no Massachusetts Institute of Technology e namorando Steven. Tyler não. Ele era membro do time de basquete, era popular, tinha amigos e uma namorada. Se ele sentia falta do pai? Claro que sentia. Sentia falta de um lar, um lar de verdade.

 A vida dos Riggs tinha altos e baixos, mas, para Lex e a mãe, nada disso justifica a morte de Tyler. Ele estava bem, não estava? Tudo estava bem… 

 Hoje, a vida de Lex mudou completamente. Ela não consegue se concentrar em sua vida sem Tyler, não sabe mais o que é ser feliz e como continuar vivendo. Talvez ela sinta culpa por ter deixado isso acontecer, por não ter impedido Tyler de ir embora.

 Em meio a tudo isso, Lex e a mãe sentem a presença de Tyler entre elas. Seria loucura? Um fantasma? Disso Lex não sabe, mas há muito mais sobre seu irmão para descobrir.

 o-ultimo-adeus

 Escrever sobre O Último Adeus não é fácil – admiro ainda mais quem o fez a ponto de fazer com que eu me interessasse pela história.

 A obra de Hand fala sobre suicídio, depressão e culpa. Quando uma pessoa se suicida, ela não vai embora sozinha; aqueles que ficam sofrem sua perda, sofrem por não ter impedido. Às vezes, uma conversa bastaria para tudo mudar de rumo.

Talvez, apenas talvez, Lex pudesse ter evitado, segundo ela, que Tyler morresse. E ela não consegue viver com essa culpa. E com sua mãe? Com certeza a dor é maior. Ela não ficava em casa, não sabia o que se passava com seu filho. Quando percebeu, já era tarde demais.

 O Último Adeus é o tipo de livro que todos devem ler. É sobre sentimentos e sobre senti-los e compartilhá-los. A morte de Tyler não foi atoa; não foi apenas uma frescura. Ele estava sofrendo. E ele não é o único. Existem outros Tylers por aí precisando de ajuda e nós precisamos de pessoas que possam ajudar.

 Se um dia me perguntarem qual foi o livro que mais me marcou eu direi “O Último Adeus”,  porque aquele livro amarelo da Cynthia Hand derramou todas as minhas lágrimas e me tocou de uma forma que nenhum outro livro já fez. Se isso é bom? Com certeza.

  O Último Adeus nos faz enxergar a vida de uma maneira diferente. E isso é maravilhoso.

 P.s.: boatos dizem que a DarkSide deveria enviar lencinhos de papel para quem comprar o livro*. Se eles não enviarem, não esqueça de comprar, ok?

“O tempo passa. É a regra. Independentemente do que aconteça, por mais que pareça que tudo em sua vida está congelado em um determinado momento, o tempo segue em frente.”

o-ultimo-adeus-cynthia-hand-darkside-books-capa-cover-final2

Título: O Último Adeus

Autor: Cynthia Hand

Páginas: 334

 Editora: Darkside Books

*Brincadeira, galera. Eles não confirmaram. Mas bem que podiam, certo?

 

comments

Amante de Sherlock Holmes e viagem no tempo, de vez em quando grava uns vídeos para o youtube.

20 Comments

  1. São livros assim que nos fazem perceber que a literatura vai além do entretenimento .
    Quem passa por depressão é realmente isolado e muitas vezes ninguém percebe, talvez com esse livro muitas pessoas conseguiram abrir seus olhos e enxergar com mais atenção as pessoas a sua volta.

    Parabéns pela resenha de um ótimo livro, ainda mais no Setembro Amarelo <3

  2. Hey, Flávia!
    Esse livro é tão bem falado, que embora não tenha me despertado curiosidade no seu lançamento, agora tem me tirado o sono. Sua resenha, de todas, foi a que mais me deixou com vontade de conhecer essa história, seus personagens...
    Esse parece ser aquele tipo de livro baseado no "e se", o que quase sempre me faz sentir exatamente como o personagem e chorar rios. Já anotei aqui!
    Parabéns pela resenha! Que além de linda, está comovente.
    Mil beijokas :*

  3. Mês passado foi o mês Amarelo, mais todos os meses deveriam ser amarelo, e lembra que devemos conversa com essas pessoas, dar seu ombro amigo, e escuta-las. As vezes só isso basta. Não conhecia essa autora Cynthia Hand, mas escrever sobre isso é bem difícil, e pelo que você ela conseguiu escrever com grandeza.

  4. Sou apaixonada pelas capas da DarkSide simplesmente são impossíveis de não amar <3
    Eu estava com vontade de ler esse livro, agora estou com mais vontade ainda, mas antes de realmente ler preciso preparar meu psicológico, pois já percebi que vou sofrer com ele </3
    Parabéns pela resenha ficou muito boa.
    Beijos

  5. Amor, adorei saber mais um pouquinho sobre esse livro. Me despertou verdadeiro interesse em ler. Você arrasou na resenha. Parabéns

  6. Impactante. Fiquei bastante mexido com esse livro. Muito obrigado por compartilhar a sua resenha.
    Parabéns pelo blog! E que mensagem linda de reflexão sobre ajudar o outro. As vezes um telefonema bastaria...

    beijos!

  7. Fiquei extremamente curiosa para ler o livro, já li um parecido que vou te indicar " O brilho da Estrela" de Danielle Steel.
    E já vou preparar meus lencinhos, que pelo jeito irei precisar HAHAHA

  8. Olá!
    Essa edição é linda! A Darkside sempre acerta :D No início fiquei com o pé atrás se lia ou não este livro, pois trata de temas pesados e nas leituras prefiro viajar para outros mundos. Mas, pelo visto a estória é incrível e nos passa lições. Já quero! Sua resenha está maravilhosa!
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.com.br

  9. Oii achei bem interessante o livro! esse assunto sobre depressão e suicido e bem complicado, perdi uma pessoa conhecia a pouco tempo e bem difícil, convivo com uma pessoa depressiva, e mais difícil ainda, pra quem sofre disso e muito dificil, mais pra quem vive junto ou conhece alguém próximo que tem, também e muito mais muito complicado, (experiencia própria).

  10. Eu amei o livro parece ser muito profundo, onde eu posso comprar? Uma palavra muda toda a historia de alguém mais estamos tão ocupados que mal temos tempo de olhas as pessoas próxima de nós nos olhos quanto mais parar para ouvir suas aflições.

  11. Oi linda! Espero que esteja bem, ainda não conhecia esse livro, e depois dessa resenha linda, estou querendo ler, me parece ser realmente muito bom, cheio de sentimento entregue através dele. E a capa é linda, muito atraente. Beijos linda, até mais. <3


    www.mundodefany.com.br

  12. Nossa muito boa a resenha, serio estou com interesse de saber um pouco mais sobre o livro.
    Parabéns pelo post, amei <3
    Beijooos *-*

  13. Eu não conhecia esse livro mas fiquei encantada. Essa capa me ganhou e lembrou o 'listografia' sabe? hahaha achei maravilhsa sua resenha. Até quem não é mt fã de livros tem vontade de ler. Amei.

  14. Nossa, me toquei com a resenha. Preciso comprar este livro e ler!
    Beijos

  15. Acredita que eu estava procurando um resenha sobre esse livro, mas pesquisei e não achei nenhuma que me encantasse, aí li seu post e já me decidi por comprar o livro :)

  16. Melhor resenha que já li, preciso muito ler esse livro, parece ser ótimo! Apesar do assunto ser bem impactante, eu gostei. Valeu pela dica ;) Bjos

  17. DarkSide arrasando meu coração com essas capas lindas *-*
    Entrou para a lista (ENORME(
    Parabéns pela resenha, não vou esquecer os lencinhos.

  18. Você não tem noção do quanto eu quero ler esse livro, mesmo com medo de ficar com medo kkk deu pra entender? A capa é uma das mais lindas que ja vi! ♡

  19. Não conhecia o livro, mas já me chamou atenção pela capa diferente. Depois de ler sua resenha fiquei ainda mais curiosa pela história. É o tipo de livro que nos arranca lágrimas mas também nos proporciona grandes aprendizados, não é mesmo?
    Parabéns pela resenha, bem objetiva e clara.
    Beijos!
    Tamara
    http://tamaravilhosamente.blogspot.com.br

  20. Eu ainda não tinha ouvido falar desse livro. Incrível como todo mundo que já teve depressão já escutou de alguém que é "frescura", ou "drama", como isso dói. Já é difícil demais pedir ajuda, a aceitação, a vergonha, e é terrível quando finalmente temos coragem de admitir que não aguentamos mais, escutamos esse tipo de coisa.
    Você fez uma resenha muito direta e de muita qualidade. Eu adorei.

    www.ultimobiscoito.com

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *