stephen-king-edgar-allan-poe

Resenha: “O Gato Preto”, de Edgar Allan Poe

#HalloweenNoVetl: Edgar Allan Poe não podia faltar!

Edgar Allan Poe foi um escritor estadunidense nascido em 1809, aclamado até hoje por suas histórias macabras e aterrorizantes. Sem dúvida ele se destaca por seus contos, poemas e críticas literárias. A maioria das histórias não é muito longa, do tipo que se lê em uma tarde.

Todas elas te deixam com aqueles penamentos que te impedem de dormir a noite. Uma das histórias mais famosas é “O Gato Preto“, publicada em 1843 que mexe bastante com psicologia de culpa e psicopatas.

(Atenção: a resenha a seguir contém spoillers!!)

A história começa com o eu lírico contando sua admiração pelos animais, por serem companheiros e fiéis, destacando seu gato preto, Plutão. Ele ainda fala da paixão de sua esposa por bichos. Mas pouco tempo depois ele começa a sofrer oscilações de humor por causa do alcoolismo,  e maltrata não só sua esposa mas todos os animais, exceto o gato. Essa situação se segue por um tempo até que o narrador incia uma briga com seu gato, achando que o animal o ignorava, então ele pega um canivete e corta fora o olho do gato. No dia seguinte ele tema mesma sensação de que o gato o ignora, então, num ataque de raiva, ele pendura o animal numa árvore, enforcando-o. Na mesma noite a casa do eu lírico pega fogo. Um tempo depois, enquanto estava bêbado, ele encontra outro gato preto, muito parecido com Plutão. A única diferença era uma mancha branca nas costas no formato de uma forca. O narrador acaba se afeiçoando ao gato e adoando-o como membro da família. Tempo depois ele acaba tropeçando no gato e, com raiva, ergue um machado para mata-lo, mas sua esposa chega e defende o animal. Tomado por uma onda de raiva ele mata sua esposa violentamente com o machado. Para se livrar das provas do crime ele esconde o corpo atrás da parede. Quando termina percebe que o gato sumiu, mas não dar importância. Passado alguns dias a polícia chega em sua casa para investigar. Ele tenta desconversar e até leva os policias no porão, onde o corpo estava escondido. Ao bater na parede oca, os policias quebram o gesso e descobrem lá o corpo. O gato preto estava em cima da mulher morta.

Vocês podem encontrar a história completa no livro “Histórias Extraordinárias de Edgar Allan Poe“.

Edgar Allan Poe não tem um histórico comum, sofreu, inclusive, de alcoolismo. Seus contos abordam temas assustadores de uma forma bem diferente e real. Por ser um romancista do século XIX, sua escrita pode ser mais peculiar e com palavras que não ouvimos todo dia, mas dão um toque especial a história e faz tudo parecer mais sombrio. Mesmo assim, não se culpe por ter que ler o mesmo parágrafo várias vezes para entender.

Se interessou pela escrita de Poe?

Você pode ler alguns contos em ebook aqui. É indicado começar por narrações mais conhecidas, como O Corvo, O Barril de Amontillado e O Rei Peste. Se você curte mais poemas, pode ler Anabel Lee.

comments

Apaixonada por We Heart It, Shawn Mendes e The Flash. Quando não está lendo um livro, está falando sobre ele. Entende a referência

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *